.Línea...

.Línea...

.Texto meu, que a revista 'Casa e Jardim' publicou em 2011...

É incrível como a profissão pode ser definida desde criança sem você ao menos se dar conta.Hoje,"amadurecida" e lembrando de décadas atrás,consigo entender como os jardins dos meus avós se "enraizaram" em mim.Lá, em Santiago, no Chile,existiam vários jardins,várias surpresas,várias possibilidades de encantamento.Havia uma parreira enorme que ficava tão cheia de uvas,que meus avós as distribuíam em caixas para os vizinhos.Embaixo dessas mesma parreira,meu avô Nino pintava seus lindos quadros e eu acompanhava tudo com meus primeiros lápis de cor...Engraçado que eu não consigo imaginar outra forma de apresentar meus projetos de paisagismo que não seja através dos meus desenhos coloridos com traços infantis...Sim, o traço continua infantil.
A minha bisavó Palmira gostava de cuidar do Jardim das Rosas.Somente ela podava as flores.Esse jardim era separado por um murinho baixo e existia um portãozinho de ferro.Fechando os olhos ainda consigo sentir o cheiro.Lembro que ela colhia as flores no avental para fazer os arranjos da casa, que ficava perfumada.
Já a minha avó Carmen,que era literalmente um doce, gostava do pomar.Eu me acabava junto com ela de comer cerejas direto do pé.E a cachorra da casa, a vira-lata Póla,acompanhava a gente o tempo todo.Nesse pomar existia também um forno de barro, onde minha avó fazia pão.(...)
Os jardins da minha infância eram uma mistura do melhor que pode existir na vida:o gosto das frutas, o cheiro das flores, do pão e da tinta a óleo do meu avô,mais o som da música clássica saindo da vitrola velha(de preferência Carmen de Bizet em homenagem à minha avó com direito à regência do avô e dança da neta), a cachorra correndo, e a liberdade e amor que toda criança deveria ter...(...)
Um jardim tem de servir para ser "vivido" com seus cheiros,cores,texturas,sombras e surpresas.É nele que podem acontecer coisas simples ou incríveis que influenciarão a sua vida inteira.Os jardins da minha infância definiram quem eu sou.E eu gosto de quem eu sou...E ainda dizem que jardim é supérfluo...
Claudia Muñoz
(texto publicado na revista 'Casa e Jardim" em 2011)

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

.TERMINEI \o/ ...Nem o filtro da f * coelha tira a minha cara de sono hahaha...Bjs...Boa Noite ;)

zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz.....e zzz

.Eu atualizando o blog na "madru" e escutando esta música maravilhosa do Roo...

.Sábado: Cometi um crime... + Que filme engraçado hahaha...

 

 

.Sexta:Dia das crianças+ O chef de voz sexy+Gargalhando com LA CASA DE LAS FLORES...

 

 

 

.Putzzz...E chegou mais um dia das crianças..."Que que é velhinha?" kkkkkk...

 Sou uma "velha"...Pelo menos é o que a minha carteira de identidade insiste em dizer...Mas a real...A real mesmo, é que acho que NUNCA vou amadurecer...rs...Neste dia das crianças, esse sentimento bateu mais forte, pois lembrei que agora sou órfã e senti uma falta enorme dos meus pais...Mas, com o decorrer do dia, a saudade foi passando e fiquei com uma sensação boa de ter a certeza de ter sido e "continuar sendo" uma criança de MUITA SORTE...Fui amada e mimada desde o primeiro minuto da minha vida até o último minuto dos meus pais e avós...Tenho a sorte de viver a VIDA que escolhi para mim...Solteira-Sem filhos -Na companhia de cães vira-latas-Vivendo num país estrangeiro-Trabalhando de "desenhar florzinhas"- Acordando cedo-Acordando tarde-Acordando MUITO tarde- Não acordando kkkk- Trabalhando no Feriado- Indo para o Parque numa terça ensolarada-Ás vezes, optar pela falta de grana só para não trabalhar para uma pessoa que eu não fui com a cara- Nunca dirigir, simplesmente porque não quero, porque nunca quis-Dizer NÃO sempre que eu queira-Comprar somente o que eu possa pagar e que realmente faça algum sentido para mim -Poder mandar um sonoro "Você é uma FARSA", porque era verdade- Falando em farsa e mentira... Esse é o motivo que eu acho que impulsiona a infelicidade da maioria das pessoas...Enquanto eu vivo minha vidinha simples, só fico observando,silenciosamente : casamentos de fachada, sentimentos de interesse, vidas para mostrar para os outros...Vestem roupas que detestam, estão em lugares que somente suportam...Sorriem, apenas para a foto...Sim, fui uma criança de SORTE...Desde cedo me ensinaram que eu poderia ir aonde eu quisesse e ser o que eu escolhesse... A liberdade e auto-estima é o maior presente que uma criança pode receber...Obrigada :)

.Vídeo novo do meu MUSO Roo Panes...O britânico mais charmoso do mundo ;)

.Quinta:Varandinha+Varandona+ "Feriado?Que Feriado?"...